Rabiscando pela vida.

“Eu vou te contar uma história, agora, atenção!
Que começa aqui no meio da palma da tua mão
Bem no meio tem uma linha ligada ao coração
Quem sabia dessa história antes mesmo da canção?
Dá tua mão, dá tua mão, dá tua mão, dá tua mão…”

Quando eu era criança, eu lia muitas histórias. Na verdade, eu sempre fui apaixonada por contos de fadas, lendas, livros, gibis…. Ler era um dos meus passatempos preferidos, já que eu ficava sozinha em casa, enquanto minha mãe saia pra trabalhar (ler, falar sozinha, ouvir música e jogar vídeo-game).

ZZ4C91790E

Acho que a leitura me fez viver em um mundo totalmente diferente desse que a gente vive. Porque, eu não sei explicar exatamente a sensação que a leitura me faz. Eu fico “viajando” quando me pego pensando no Príncipe que salvou a Princesa, quando leio sobre os heróis de guerra e as histórias de Mitologia Grega então? São fascinantes! O poder que a imaginação nos proporciona é incrível. Você já teve a vontade de participar de uma grande história? Ou navegar por esse mundo como se você fizesse parte enquanto você lê? Eu já. Muitas vezes. E acredito que eu sempre me pego sonhando com uma história incrível pra minha vida também. Eu sou feliz. Sou feliz? Bom, não completamente. Tenho muitos anseios e muitos sonhos. Sonhos que talvez eu não consiga realizar como nas histórias que eu lia. Mas acho que a felicidade é construída todos os dias, com momentos alegres.

Esses pensamentos estão meio soltos, mas quando eu junto em meio as palavras, eu começo a formar a minha própria história. E esse negócio de que a história tem que ter COMEÇO, MEIO E FIM, e tem que ser “bonitinha” não tem nada a ver.  Sabe porque? Pra mim, eu escrevo a minha história e as vezes volto pro começo, revivo momentos, as vezes eu tento adiar certas coisas e me precipito, vou direto pro final e é óbvio que escrevemos muita coisa errada também. E a vida real não é como nas histórias que eu li. Ela é toda bagunçada assim mesmo. Muitas vezes, o final não é o que a gente estava esperando, pra falar a verdade, isso é na maioria das vezes. Ou quando acaba de um jeito inesperado. Um término de namoro ou morte de alguém representa isso também. Sabe? Tem vezes que é assim. Como em certos filmes que você está lá, assistindo tranquilamente e de repente, os créditos começam a subir e você fica tipo: “Nossa, era isso?”

tumblr_l7a13sltyL1qa1uj5o1_500

Eu só sei que todas as histórias que eu li me ensinaram uma grande lição: NÃO PARA DE SONHAR NÃO! Faz a sua história. Escreve, apaga, reescreve. Muda o clímax, faz um desfecho do jeito que você quer. Porque o mais importante que eu aprendi com as histórias que eu li é que eu não posso parar de acreditar. Eu tenho que continuar escrevendo. Eu preciso. Palavras trazem vida, trazem mágica, a gente vive um mundo que ninguém nunca viveu. E cada um que ler, vai ler de um jeito e sentir a sua maneira. E passe pra todas as pessoas ao seu redor a magia que você sente dentro de você. Deixe algo de bom em meio a um sorriso, um gesto de carinho, um beijo e um abraço. Uma palavra amiga, um beijo apaixonado. Não escreva apenas uma história. Deixe a sua marca registrada. Sinta cada palavra que você escrever, aproveitando cada momento com tanta intensidade, que vai saber que realmente viveu e fez tudo o que sempre quis. Faça alguma coisa, qualquer coisa. Nada é pequeno demais. Deixe uma parte sua, uma parte boa. Eu estou deixando minhas palavras, meus sentimentos, e agora, uma parte da minha história com você, que leu até aqui.

Eu sou uma sonhadora apaixonada por um mundo que eu ainda não vivenciei. Eu criei na minha cabeça uma história que eu sempre quis viver. E assim como você, eu busco um sentido no que eu escrevi, até o momento. E eu ainda tenho muito o que rabiscar por aí…

tumblr_lzcyzngldp1qicayuo1_500

E assim, a garota continua na busca do seu feliz pra sempre!

Anúncios

Um dia frrrrrrio, um bom lugar pra ler um livro…

Ah Djavan, poupe-me! Frio é bom sim, mas e para os solteiros?

E pra lavar roupa?

E louça?

E pra acordar cedo?

É uma tortura! :/

Mas tá… Nem tudo é lá tão ruim assim vai. As pessoas se arrumam mais (o cheiro de naftalina das roupas que há tempos estavam no armário é mais evidente também), parece que o chocolate quente, a cama, a pipoca, chá, meias e pijamas, se completam de uma forma maravilhosa! Ahhhhh, o frio. Ótimo inclusive para os casais, que se amam muito mais nessa época, tendo em vista a “necessidade” de se manterem aquecidos (safadééénhos :p). Solteiros don’t worry! Algumas coisas podem consolá-los meus caros. Não precisam se preocupar com a roupa, podem ficar “like mendigos” em casa o dia toooodinho! Podem gastar menos tempo no chuveiro sem a higienização chata dos pelos, enfim (puts, acho que higiene não tem nada a ver não. Tem que ter SEMPRE vai, independente do estado civil…).

O fato é que o frio tem seu lado bom e ruim né pessoas?

Assim como tudo nessa vida tem seu lado bom e ruim…

MÁ VÁ! É MEMU?

MÁ VÁ! É MEMU?

Quando chega essa época do ano, eu costumo ficar mais caseira ainda. Já quase não saio praticamente (não que eu reclame, porque as opções na rua não são tanto atrativas assim para meu gosto atual). Por incrível que pareça cheguei a uma determinada fase da minha vida que estou me divertindo à beça (à beça? Eu usei essa gíria idosa? Chessuis.) assistindo filme em casa, lendo livros, desenhando, escrevendo, ouvindo música…

É tão bom ter um tempo pra se conhecer né? (eu uso a expressão “NÉ” como se esperasse que você leitor me respondesse…) #ANYWAY

pesquisa realizada em Harvard University com os melhores estudantes.

pesquisa realizada em Harvard University com os melhores estudantes.

Estou pensando em fazer algo diferente! Já fiz uma viagem com os meus amigos, que era uma coisa que eu estava querendo muuuito. Agora pretendo fazer algum curso de idioma, dança, canto ou aprender a tocar algum instrumento (ainnn adoro música!). O importante são as diversas possibilidades que eu tenho pra escolher que me permitem adquirir muito mais valores do que perder tempo com futilidades… (to com uma cabeça de véia de uns 60 anos manolo é sério).

Não sei o que me deu, só cheguei à conclusão que temos de aproveitar certas fases da nossa vida pra fazer coisas diferentes e que acrescentem mais na nossa personalidade, de forma geral. Então, de uns tempos pra cá, estou muito inspirada em adquirir conhecimento sabe? De muitas formas! Na música, na faculdade, no trabalho… Nada melhor que no frio por exemplo, que é uma época que não tem tantas opções de sair (porque a gente fica mais preguiçoso mesmo).

Fiz uma listinha de coisas que gosto de fazer nessa época fria do ano que agregam muitos valores:

-Cinema;  (é mais gostoso a dois, mas com os amigos também é muito legal!) Você passa mais tempo com quem gosta, o que é MUITO bacana, porque a internet ao mesmo tempo que aproxima as pessoas, distancia também. É divertido sair com os amigos pra conversar, no shopping, no parque, em barzinho… Esse contato pessoal faz toda a diferença na vida de qualquer pessoa.

blumenews - cinema 4

-“Cinema em casa”; (Pipoca na manteiga derretida, com queijo + bacon, coca-cola e chocolate!) Você escolhe o que quer assistir, o ambiente é seu então você fica bem mais a vontade.

teenagers_watching_movie_42-17458086-300x214

-Ler!  Eu estou aproveitando esse frio bão pra ficar em baixo do cobertor lendo conteúdos da faculdade, escrevendo… A leitura é uma riqueza pra quem sabe usufruir!  Nada melhor do que ficar “brisando” lendo um bom livro.

leitura1

-Comer, comer e comer!

É válido também experimentar fazer receitas em casa. Não tem nada mais divertido do que você inventar coisas gostosas pra comer e ainda estimular a sua criatividade. E pode fazer aquela bagunça super divertida na cozinha! (até porque quem vai limpar é você mesmo, não eu.)

Comer

Imagem do filme: “Comer rezar e amar”

Eu gosto da história porque a Liz Gilbert (Julia Roberts) tinha tudo o que uma mulher moderna deve sonhar em ter – um marido, uma casa, uma carreira bem-sucedida – mas ainda sim, como muitas outras pessoas, ela está perdida, confusa e em busca do que ela realmente deseja na vida. Recentemente divorciada e num momento decisivo, então Gilbert sai da zona de conforto, arriscando tudo para mudar sua vida, embarcando em uma jornada ao redor do mundo que se transforma em uma busca por auto-conhecimento!

Em suas viagens, ela descobre o verdadeiro prazer da gastronomia na Itália; o poder da oração na Índia, e, finalmente e inesperadamente, a paz interior e equilíbrio de um verdadeiro amor em Bali. Baseado no best-seller autobiográfico de Elizabeth Gilbert, Comer, Rezar, Amar prova que existe mais de uma maneira de levar a vida e de viajar pelo mundo.  Super recomendo 😉

-Ouvir música!

NEVER STOP THE MUSIC \o/

music__life__by_har13quinn

Vou recomendar  algumas músicas minhas favoritas, pra quem quiser ouvir de bouuuUa em meio as cobertas!

A primeira  música  é da banda Beirut. Pra quem não conhece, teve uma música deles chamada Elephant Gun que foi tema da série Capitu exibida pela rede globo, baseada na obra Dom Casmurro, do fodão o cara é zica memu autor Machado de Assis.

Confere aê parte da excelente minissérie com a música:

A banda é excelente e o tipo musical peculiar foi o que mais me fascinou!

Essa música chama-se: A Sunday Smile.

A segunda é Just Breathe do Pearl Jam. Véi, na boa. Friozim, essa música relaxa muito e a letra é perfeita!

E a terceira  que eu adoro se chama Sooner or Later do Mat Kearney.

Finalizo o post de hoje deixando a seguinte mensagem:

Tá vendo quantas opções pra se fazer em casa durante o inverno? A gente às vezes pensa que a vida se resume em baladas, trabalho + faculdade e não explora todas as opções. Esses são os meus hobbies, o que eu gosto de fazer. Mas procure você também uma forma de se inspirar e estimular a sua criatividade pra fazer o que quiser! Seja lá qual for a época do ano, o importante é saber usar as melhores opções pra aproveitar e não deixar o tempo passar. O segredo é fazer o que se gosta mesmo quando as possibilidades e as adversidades não sejam tão favoráveis. É aquela coisa de “depende de como você enxerga”. 

Um beijo pra todos e nem vou pedir desculpas por demorar pra postar porque todo mundo já tá cansado das desculpas esfarrapadas (inclusive eu).

E assim, a garota continua na busca do seu feliz pra sempre!